Síndrome do Regresso: Como se prepapar para voltar ao brasil

Síndrome do Regresso: Como se prepapar para voltar ao brasil

Se você já está nos quarenta e cinco do segundo tempo e a volta para o Brasil é iminente, veja algumas dicas sobre como se preparar para enfrentar a tão temida Síndrome do Regresso.
Há um tempo atrás eu falei por aqui sobre as coisas que deixamos para trás ao partir para um intercâmbio. Agora, quero falar sobre a volta, um assunto nada agradável mas muitas vezes inevitável para quem participa de um programa de intercâmbio no exterior.

sindrome do regresso

Dica 1 – Conheça seu inimigo

Sabe esse sentimento de depressão que você tá sentido agora? Aquele dia em que você está se sentindo meio blue, como diria a Holly Golightly? Se você é um intercambista, essa depressão aparentemente sem motivo tem nome e chama-se Síndrome do Regresso.

Para começar, saiba que você não está sozinho nessa batalha. Todos os anos, expatriados retornam para o Brasil enquanto a cabeça e o coração continuam lá fora.

Dica 2 – Compartilhe suas experiências, suas fotos e sua saudade

Você sabe aquela sensação de quando você está amando em que o mundo é cor-de-rosa e tudo te faz lembrar da pessoa amada? Pois é, provavelmente você sente algo do tipo pelo país em que fez seu intercâmbio.

E se a separação é inevitável, não se desespere: aproveite para tirar milhares de fotos, preencher seu diário de viagens, colecionar anedotas e compartilhar tudo isso e muito mais com a família e os amigos quando voltar para casa.

Dica 3 – Síndrome do regresso? Encontre um grupo de apoio!

Ok, então talvez sua família e amigos não aguentam mais ouvir você falar sobre como Dublin era linda e maravilhosa e oh, por que eu fui voltar? Saiba que você pode encontrar apoio em comunidades de expatriados na internet.

Ora, quem mais vai demonstrar tanta empatia para com o seu sofrimento do que pessoas que temem o mesmo que você? Comece pesquisando o site do Easy Expat, o Facebook e todo o Google para encontrar pessoas que compartilhem o mesmo amor e a mesma saudade que você.

Dica 4 – Mantenha contato com os amigos

Depois de alguns meses ou anos morando fora, você provavelmente já tem uma rede extensa de amigos, não é mesmo? Então mantenha contato com eles para aliviar a saudade!

Use e abuse do whatsapp, redes sociais, email, pombo correio, sinal de fumaça e o que mais você puder para matar a saudade do país que ficou para trás. Assim você terá alguém para relembrar causos vividos, coisas engraçadas, piadas internas, perrengues e ainda saber das últimas novidades de quem ficou por lá.

E, claro, sempre rola a chance de viajar novamente para visitar essas pessoas, não é mesmo?

Dica 5 – Assista filmes, leia livros e olho no Instagram!

Assistir filmes do país e sobre o país que se fez intercâmbio é uma excelente sugestão para matar a saudade das paisagens, pessoas e cultura do lugar. Livros também.

Pesquise no Instagram por perfis de pessoas que moram no destino que não sai da sua cabeça. Escute músicas locais no Spotify. Baixe receitas de comidas típicas da internet e faça aquele prato que te deixa com água na boca só de pensar.

Vale tudo nessa luta diária contra a saudade!

Dica 6 – Alimente seu vício em viagens

Quando viver de lembranças não for mais suficiente, distraia a cabeça! Faça uma viagem curta para o país e visite os seus lugares favoritos. Ou não. Conheça novos destinos e dê a si mesmo a chance de se apaixonar novamente por outros países.

Afinal, se você é um intercambista, é muito provável que tenha sido picado pelo travel bug nesse período, né?

Dica 7 – Dê tempo ao tempo

Dizem que pra curar um coração partido o tempo é o melhor remédio. E, nesse caso, é mesmo.

Você irá precisar de tempo para se readaptar à vida no Brasil. Vai se sentir um estrangeiro no próprio país. Mas, quer saber de uma coisa? O ser humano é resiliente. Ele é capaz de se adaptar às mais diversas situações.

Então pode até ser que demore, mas um dia, quando você menos esperar, a saudade já não vai ser tão grande assim e você já vai se sentir (quase) um brasileiro de novo.

Dica 8 – Comece tudo de novo

E, se você já chegou até aqui – e está louco para começar tudo de novo – considere fazer um intercâmbio pela segunda vez!

Você pode conferir a lista dos TOP 10 países preferidos dos brasileiros para fazer um intercâmbio e se dar a chance de se apaixonar de novo.

A síndrome do Regresso é real e não deve ser ignorada.

intercambio antes dos 30
Up Next:

8 motivos para fazer um intercâmbio antes dos 30

8 motivos para fazer um intercâmbio antes dos 30