6 motivos para fazer intercâmbio nos Estados Unidos

6 motivos para fazer intercâmbio nos Estados Unidos

6 motivos para fazer intercâmbio nos Estados Unidos

Desde que eu era criança, sempre foi um sonho viajar para os EUA. Eu não tinha tanta noção do que era um intercâmbio na época, mas conhecer a Califórnia sempre foi o objetivo principal.

Sentia uma conexão tão grande com a Califórnia, mesmo nunca tendo nem visitado, era inexplicável. Ainda tenho essa conexão, mas hoje é ainda mais especial, porque passei o verão mais lindo da minha vida morando em San Francisco.

 

Então, para tentar ajudar você nessa decisão importantíssima de qual país escolher para fazer um intercâmbio, falaremos hoje sobre 6 motivos para fazer intercâmbio nos Estados Unidos. Se o texto não te responder todas suas dúvidas sobre o assunto, deixe um comentário e ficaremos felizes em te ajudar! E se ainda não segue nossa pagina no Facebook o link esta na barra ao lado do texto 🙂

O inglês

Com certeza o maior motivo da procura por um intercâmbio nos Estados Unidos é o idioma. Ser bilíngue é praticamente obrigatório hoje em dia, sendo o inglês a língua mais requisitada pelas empresas nas entrevistas de emprego.

Um curso de inglês ajuda, mas a vivência nos Estados Unidos permite que você adquira fluência em inglês. Nada se compara a conviver com nativos da língua, estudar aulas lecionadas totalmente em inglês, fazer compras no supermercado, andar na rua com as placas e sinais tudo em inglês, enfim. Essa imersão é o que falta para você chegar à fluência em inglês.

E não viaje antes de conferir as dicas do After the Plane de como turbinar o inglês antes do intercâmbio.

A cultura americana

Apesar de não ser uma cultura tão nova assim para nós brasileiros, pois crescemos convivendo com filmes, artistas, músicas e séries americanas (cada vez mais), ainda assim é um choque cultural ir viver nos Estados Unidos (mesmo que por pouco tempo).

Um exemplo que posso dar é South Dakota (que apesar de ter Sul no nome, fica quase colado no Canadá), que foi o primeiro estado onde morei nos EUA.

Logo no primeiro dia já percebi o quanto a forma das pessoas lidarem umas com as outras era gentil e educada, mas ao mesmo tempo um pouco distante.
Eles realmente se preocupam com seu bem-estar, se você está gostando do país e no que eles podem te ajudar e te fazer se sentir em casa. Isso é muito legal e importante, ainda mais quando você pretende passar um longo tempo em intercâmbio.

Em pouco tempo de convivência você percebe que incorporou essa forma de agir deles. É automático e faz parte da experiência.

Opções de cursos e/ou universidades

Seu intercâmbio não precisa ser necessariamente para ir estudar nos Estados Unidos. Existem muitas agências de intercâmbio que oferecem intercâmbios de trabalho, ou seja, você viaja para os EUA já com um emprego te esperando.

No caso de você estar indo estudar nos EUA, a variedade de opções de cursos vai deixar você com mais dúvidas do que certezas. Mas acredite, os Estados Unidos tem o curso ideal pra você, que atende exatamente ao que você precisa. É só saber onde procurar.
Os cursos geralmente são de acordo com a sua idade e objetivo, e também o tempo que você deseja ficar (que pode ser desde duas semanas até um ano).

Diversidade cultural

Já falamos sobre a cultura americana em si, mas também há o fator de que os Estados Unidos atraem milhares de pessoas de todos os lugares do mundo que se possa imaginar – seja para passar férias, morar ou estudar.

A diversidade cultural é notável em todo o país, em pequena ou grande escala. Geralmente nos grandes centros, como San Francisco (minha eterna paixão) na Califórnia, e Nova York, por exemplo, a diversidade cultural é tão grande que em alguns momentos você pode esquecer que está nos EUA.

Como exemplo, eu posso citar o metrô de San Francisco, onde todos os avisos estão escritos em três línguas: Inglês, espanhol e chinês.

E por que os avisos do metrô em chinês? Porque San Francisco tem a segunda maior porcentagem de residentes chineses dos Estados Unidos e abriga a maior e mais antiga Chinatown existente fora da Ásia.

E esse é só UM exemplo!

Segurança

Se você mora em uma cidade grande aqui no Brasil, e decide ir para uma cidade pequena nos Estados Unidos vai se assustar com (ou apreciar muito) a diferença.

Nos EUA as ruas e universidades são bem seguras, ao ponto de você estar usando uma mesa na biblioteca e poder ir ao banheiro sem precisar levar todas as suas coisas (como seu notebook, por exemplo).

Claro que ocorrem crimes, mas lá o governo efetivamente investe no combate às drogas e ao crime organizado, o que consegue controlar e diminuir a criminalidade.

Posso comparar por experiência própria dois extremos – South Dakota (cidade pequena) e Califórnia (cidade grande) – e posso dizer que mesmo na Califórnia eu ainda me senti mais segura andando na rua do que me sinto aqui no RJ.

Pontos Turísticos

Por último, mas não menos importante: pontos turísticos!

Com certeza lugares para visitar não faltam no seu intercâmbio nos Estados Unidos.

Acompanhando nos sites de empresas aéreas americanas, é possível encontrar passagens em ótimas promoções. Lembro que a Allegiant Air era uma das empresas que eu usava para comprar passagens baratas, o que me proporcionou ir e voltar do Arizona para Chicago por $70 dólares!

E também não posso deixar de falar do MegaBus, onde eu consegui uma viagem de ônibus de San Francisco para Los Angeles por $1 dólar! Foi a melhor compra que já fiz, sem dúvidas.

Bagagem extraviada o que fazer
Up Next:

HOW TO: Bagagem extraviada o que fazer

HOW TO: Bagagem extraviada o que fazer