A hora do Voo – Meu medo de voar

A hora do Voo – Meu medo de voar

A hora do Voo – Meu medo de voar

Estou aqui, dentro de um avião, trancado e escrevendo este texto sobre medo de voar durante meu voo para o Brasil, por que não aproveitar esse tempo sentado e sem fazer nada para fazer algo produtivo. Ao meu lado esquerdo um homen de uns 28 anos está escrevendo uma tese sobre finanças, do meu lado direto uma professora (quarenta e poucos) corrige alguns trabalhos e eu estou aqui, sentado no meio sem acesso a janela ou ao corredor, com medo.

Aquele frio na barriga é comum, digo isso porque sempre que conto que tenho medo de voar pelo menos 50% das pessoas concordam e dizem sentir o mesmo.

O barulho do motor, o zumbido nos ouvidos, a cara das aeromoças sempre sorrindo… Gente, na vida, ninguém está sempre sorrindo. Só o fato de uma coisa tão pesada assim estar voando e eu em meus pequeninos 78kg não conseguir fazer a mesma façanha quer dizer que o processo não é normal. Eu entendo sobre aerodinâmica e afins, respeito, mas não gosto. Fora que uma vez por ano pelo menos um avião some por aí sem muita explicação, e meu pensamento sobre isto é o mesmo que sobre a loteria, it could be you. E aquelas estórias dos gremilins comendo peças de avião também me acompanham, por isso eu gosto sempre de ir na janela.

Um Mal Necessário

Neste mundo tão globalizado em que vivemos, viajar é parte padrão das nossas vidas. O tema principal deste site inclusive é esse, se não fosse viajem não existirá After the Plane. E acredite amigo, para realizar este seu sonho do intercâmbio, você vai ter que encarar o que eu estou encarando agora. Eu me lembro do meu primeiro voo, na verdade foi o voo que me levou para a Irlanda. Eu estava com muito medo, pavor talvez.

Na televisão dias antes do meu embarque a rede globo começou a mostrar a série Lost, uma série sobre um avião que cai numa ilha aí, tirando as imagens, que assisti por algumas semanas e que não me ajudaram em nada na hora do embarque, eu quis confiar na pessoa do meu lado para saber se estava tudo bem (lembre-se aeromoças mentem). Eu usei as expressões faciais dele como guia e me ferrei. Ele tinha mais medo de voar do que eu.

Você ali trancado, a milhas da terra e acima das nuvens. Seu melhor amigo é o sono e seu pior amigo eh a turbulência. Eu mesmo em 2013 quando fui ao Brasil visitar peguei uma turbulência tão feia que perdi pelo menos 50% do meu medo de voar. Tem um vídeo no canal do YouTube sobre isso. Mesmo assim os 50% que me restaram são fortes e presentes, a ponto de eu nem me animar pra uma viagem, até estar lá ou me animar pra voltar, só pensando no bendito voo e no bendito avião.

Todos os intercambistas e viajantes no geral passam por isto é você amigo também vai passar, principalmente se tudo der certo e você viajar muito. eu quero que você viaje e sei que você quer viajar também 😉 Bola pra frente aqui estou eu quase 6 anos depois, sobrevivente das coisas ruins e aqui para dizer amigo, o medo de voar é real e compartilhado. Estamos nessa juntos.

Vou acabar o texto porque chegou a hora de pousar. medo.

Minhas dicas pessoais e reflexões para espantar o medo e ter uma viagem pelo menos agradável são:

  1. Escolha bem sua companhia aérea. Dependendo de qual companhia você utilizar sua viagem será melhor ou pior, como tudo na vida.
  2. Vinho gente, vinho. Se você for maior de 18 anos beba vinho, beba assim uns 3. Esta técnica não inventada mas aperfeiçoada por mim ajuda e muito. Nada de dramin, vinho.
  3. Chiclete para seus ouvidos. Masque um chiclete pra desentupir o ouvido.
  4. Carregue as baterias. Leve seu celular com bateria no 100%
  5. Sem Internet. Baixe jogos que não precisam de internet. 
  6. Controle o medo. Não grite quando as rodas tocarem o chão ou saírem dele.
  7. Conexão + Duty Free. Se comprou líquidos (bebidas, perfumes e afins) no duty free avise na hora de passar pela segurança se seu vôo tiver conexão. Isso vai evitar que seus líquidos sejam vistoriados e examinados e isso pode demorar mais alguns minutos.

No mais, faça tudo naturalmente. Sorria como as aeromoças. Alguém pode estar olhando para você para saber se está tudo bem.