Intercâmbio ON – Brasil OFF

Intercâmbio ON – Brasil OFF

Quando estamos no Brasil dando os primeiros passos para o planejamento do tão sonhado intercâmbio, temos a incrível possibilidade de nos comunicarmos com estrangeiros, vermos diversos tipos de conteúdos do novo país ambientalizados no novo idioma e, com tudo isso, já começamos a experiência da realidade tão distinta que nos espera. Da mesma forma, e até mais facilmente, quando estamos no outro país podemos ainda ter um grande contato com nossa própria terra.
Por meio da internet, tão acessível em todos os lugares, podemos nos manter próximos aos parentes e amigos que deixamos para trás ao ir em busca daquilo que sonhamos. Fica assim difícil aprender como se desligar do brasil.Através da curiosidade e do saudosismo, naturais para quem está longe de casa, buscamos os locais que oferecem a cultura brasileira, sejam eles bares, festas, restaurantes ou encontros de brasileiros. E, além disso, devido à praticidade, tendemos a encontrar pessoas do mesmo país e conversar com elas em nosso próprio idioma.

São essas diversas situações que acabam fazendo com que as distâncias diminuam e nós continuemos inseridos naquele contexto brasileiro, ainda que estejamos bem longe do Brasil. A saudade de casa e das pessoas que amamos é realmente uma dificuldade enorme e um dos maiores desafios do intercâmbio. No entanto, é o que dá tanta característica a essa experiência, e também o que a torna tão enriquecedora.
Afinal, com que finalidade nos dispomos a investir tanto tempo, dinheiro, mobilização e esforço para estarmos em outro país? Se a ideia é ver coisas novas, viver outra realidade, renascer em uma vivência única, aprender um novo idioma, lidar com pessoas totalmente diferentes de nós, não seria exatamente isso que deveríamos buscar, para aproveitar ao máximo essa oportunidade tão especial? A maneira como a globalização suprime as barreiras da distância física é realmente interessante, e poder ter um contato com o país de origem para matar a saudade de vez em quando é um recurso extremamente precioso, que talvez só quem já sentiu aquela nostalgia tão forte da própria terra pode dizer. Mas é preciso saber dosar esse contato com o Brasil para que ele esteja a seu favor, e não contra você.

É claro que ninguém precisa se desvincular completamente da família e dos amigos, já tão distantes fisicamente, ou deixar de lado a experiência tão interessante de ver o Brasil sendo contextualizado em terras estrangeiras por meio de eventos e estabelecimentos, nem mesmo evitar os colegas conterrâneos que também estão vivendo a mesma situação. Ao contrário, poder se sentir em casa às vezes pode renovar as forças que nos faltam alguns dias, já que nem todos os momentos do intercâmbio são aquele mar de rosas. O ponto é que deve haver um senso crítico para que o contato com o Brasil não acabe sendo prejudicial para a vivência da nova realidade.

Permita-se lembrar do Brasil, mas permita-se principalmente desligar o Brasil por um tempo. É isso que dará sentido à oportunidade única que é estar em um país totalmente novo e cheio de novas possibilidades.

pesquisa
Up Next:

Agência ou Escola?

Agência ou Escola?