Intercâmbio e Trabalho – Como Acontece Essa Mistura?

Intercâmbio e Trabalho – Como Acontece Essa Mistura?

Trabalhar durante o intercâmbio para se manter no exterior é uma necessidade para muitas pessoas que optam por viver fora do país. Para outras, o trabalho não é necessidade, mas uma opção. E ainda há aquelas para as quais o trabalho é até mesmo o foco de sair do país. O fato é que muitos intercambistas trabalham durante sua experiência no exterior. E as possibilidades são muitas.

Quando se fala em intercâmbio com trabalho, uma das primeiras coisas que vêm à cabeça é o intercâmbio da Au Pair. Uma das opções mais em conta, é mais indicado para mulheres que tenham inglês intermediário. Nesse programa, a estudante é acolhida na casa de uma família, ajuda a cuidar das crianças durante algumas horas no dia e recebe um salário semanal, que pode ser usado para pagar cursos e passeios. A experiência é bastante tranquila, permite que a estudante lide com nativos, aprimore o idioma, estude e conheça o país, tudo isso sendo uma das opções de intercâmbio mais em conta hoje em dia. Porém, para conseguir uma vaga na Au Pair, a intercambista precisa atender aos pré-requisitos exigidos por grande parte das agências, como ter o segundo grau completo e uma média de 200 horas de trabalho com crianças comprovadas por referências, além de arcar com o valor da matrícula.

Algumas empresas de intercâmbio também possibilitam fazer um plano com estágio não remunerado. Essa é a opção ideal para quem procura não apenas melhorar o idioma, mas também ganhar experiência em sua área de atuação. As cargas horárias de estudo e trabalho costumam ser iguais e as vantagens para o currículo depois da experiência vêm em dobro. Essa é uma boa maneira de ter a experiência de viver em um país diferente e treinar o idioma, sem grandes danos para a atuação no mercado de trabalho, já que essa costuma ser a preocupação de algumas pessoas que temem ficar algum tempo paradas.

Existem ainda os casos em que o estudante não planeja exatamente um intercâmbio com foco no trabalho, mas pretende passar um longo período morando no novo país, possui documentos suficientes para que consiga trabalhar, e assim espera montar um plano de estudo e de trabalho ao mesmo tempo. Isso é possível, mas complicado de conseguir por conta própria. Algumas agências permitem o planejamento de intercâmbios desse tipo, desde que o estudante esteja em uma faixa etária adequada, tenha um nível de inglês no mínimo intermediário e esteja disposto a trabalhar em feriados e fins de semana. Com a ajuda de uma agência especializada, fica mais fácil concretizar um plano como esse e, assim, o intercambista tem a experiência completa de viver no novo país, além de diminuir os gastos com a viagem.

Ainda existem outros tipos, como os intercâmbios realizados por pessoas que buscam especialmente o trabalho voluntário, ou viagens para aperfeiçoamento realizadas dentro de uma empresa. O fato é que a ideia de que intercâmbio seja necessariamente feito apenas de estudos já não corresponde às inúmeras possibilidades que essa experiência permite. Esperamos que após ler este texto o assunto trabalhar durante o intercâmbio não seja mais tão desconhecido.

visto para irlanda
Up Next:

Como tirar o Visto Para Irlanda

Como tirar o Visto Para Irlanda