Dicas de ingles! 7 erros brasileiros cometem ao falar inglês

Dicas de ingles! 7 erros brasileiros cometem ao falar inglês

Dicas de ingles: 7 erros brasileiros cometem ao falar inglês 

Mais uma série de textos aqui no After the Plane agora com Dicas de Inglês!
Quando os gringos vem ao Brasil e se esforçam para falar o português nós achamos engraçado o jeito meio complicado com que eles tentam se expressar. É um tal de “eu não falar português” para cá, um “eu querer comer comida” pra lá, mas o fato é que eles realmente chamam a atenção.

O que acontece é que, muitas vezes, não nos damos conta que fazemos exatamente a mesma coisa quando vamos para o exterior, sem falar na quantidade de gestos e mímica que usamos para conseguirmos nos expressar a contento.

O fato é que falar o inglês aprendido no curso ou falar com o professor e colegas é até uma tarefa fácil quando comparamos com o grau de dificuldade que pode ser comunicar-se com um nativo.

Claro que nós, brasileiros, nos viramos bem e nos fazemos entender, improvisando aqui e ali, mas o fato é que para os nativos o nosso sotaque e também o jeito de falar é bem semelhando ao jeito com que vemos eles falando aqui, ocultando o sujeito, conjugando errado entre muitas outras coisas.

Por esse motivo é que um intercâmbio para aprender inglês é sempre uma excelente alternativa para aprender de verdade e botar em prática o que se sabe, ou o que não se sabe. Nós aqui no After the Plane já abordamos por exemplo a ideia de fazer intercâmbio por um mês.

Nada melhor do que fazer as malas e ir para um país que fale inglês, fazendo uma imersão na língua para aprender mais profundamente, não é mesmo?

É sim! Mas saiba que existem alguns erros comuns que brasileiros cometem ao falar inglês. Para se livrar desses erros, confira a lista abaixo e os proximos textos com dicas de inglês. Aprenda aqui e prepare-se para não cometê-los quando se comunicar.

1º “It”

Quando o verbo não vem acompanhado do sujeito He ou She, os brasileiros tendem a pensar que não é necessário colocar nenhum outro no lugar, ocultando-o da frase.

O fato é que, em inglês, é totalmente proibido ocultar o sujeito. E por isso esse acaba sendo um erro muito comum cometido pelos brasileiros.

O Gavin, um Americano que aprende português e conta sobre os desafios que ele encontra fez um video nós ajudando com o “It” e dando outras dicas também. Você pode conferir clicando aqui.

2º Pronúncia

Sim, o inglês é uma língua que possui várias palavras terminadas em consoantes o que não facilita muito a vida de quem vai falar inglês.

Isso por que a estrutura da língua portuguesa é de “consoante, vogal, consoante, vogal…” e não estamos acostumados quando as palavras terminam em consoantes mudas, por isso acrescentamos a letra I ao final desses tipos de palavras.

Daí então vem o nosso Titaniqui (Titanic), o Feicibuqui (Facebook), o Aipódi (Ipod), o Blogui (Blog) dentre muitos outros exemplos.  Então cuidado com essas palavras.

“Have”

O verbo “Have” é outro grande problema dos brasileiros por que é comum que o substituam pelo verbo “ter”, do português. Daí então surgem frases como “I have 22 years old” ao invés de “I am…”.

Verbos terminados em “ed”

Cropped, stopped, washed e demais vebos que terminam em “ed” são ótimos exemplos de palavras cujas pronuncias deveriam ser feitas como se a palavra terminasse com a letra “t”. Deu pra entender?

O correto é falar Croppt, stoppt, washt, sem acrescentar aquele “i” no fim, que já falamos anteriormente.

Nem todas as palavras terminadas em “ed” seguem essa regra como “wanted” por exemplo, vivência e pesquisa te ajudarão na hora de saber como falar corretamente. Aqui você encontra mais informações e até um vídeo sobre o assunto material em inglês. (Obrigado Jorge Bueno).

Verbo “To Be”

Um erro muito comum de brasileiros quando falam inglês é achar que o verbo to be entra em qualquer lugar. Isso por que na verdade ainda não dominamos a ferramenta e não fazemos uso do to do.

Então ao invés de “Are you cook well?” o correto seria “Do you cook well?”

Falsos cognatos

Os falsos cognatos nada mais são do que palavras que parecem com uma palavra do português mas possui um sentido completamente diferente.

Por exemplo a palavra “parentes” em inglês, que quer dizer pais. Parentes em português são “relatives”, em inglês. O mesmo acontece com a palavra Exit que quer dizer saída e pode ser confundida com êxito, ou ainda a palavra “Actually” que quer dizer “na verdade” e não “atualmente”.

 “Do” e “Make”

É um erro bastante comum utilizar o verbo “make” em diversas frases mas na realidade o “do” substitui o “make” na maioria das vezes. Então ao ivés de perguntar “What are you making?” o correto seria “What are you doing?”, entendeu?

O inglês não é uma língua assim tão complexa e nada como um intercâmbio para aprender e vivenciar ela no dia-a-dia. Nada como uma experiência de imersão para deixar esses erros bobos para trás e aprimorar a sua fluência.

Tem outros sites também com informações como as prestadas neste artigo que ajudam a decifrar melhor o que estamos fazendo de errado na comunicação, um texto muito interessante saiu no UOL e ele conta as gafes que cometemos ao falar inglês. Aproveite a oportunidade!

Siga nossas dicas de inglês e fiquem ligados para mais textos sobre o assunto aqui no After the Plane.

12-12-16 Texto revisado
homesick saudade de casa
Up Next:

Saudade de casa, Essa tal Homesick

Saudade de casa, Essa tal Homesick